O varejo e os marcadores somáticos

Por que escolhi você?

Já há algum tempo sabemos que várias decisões de compra são tomadas no ponto de venda, rapidamente, e muitas vezes sem uma explicação racional e consciente. São espontâneas, rastreadas pelo nosso cérebro, misturando fatos, informações e emoções. São nossos atalhos cerebrais chamados de marcadores somáticos. Desde a nossa infância, passando pela adolescência vamos colecionando sensações, emoções, informações de toda a ordem que colocamos em prática na hora do consumo. Os marcadores somáticos estão relacionados com as nossas experiências passadas, sejam boas ou ruins. E a boa propaganda se utiliza dos marcadores criando comerciais geniais que auxiliam os consumidores em suas escolhas. Os marcadores que podemos criar na mente dos consumidores envolvem muitas variáveis, sentimentos como o humor, por exemplo. E há também os negativos que provocam uma dissonância cognitiva quando trazem sentimentos que não desejamos experimentar novamente.

Na atualidade, experiências interessantes e generosidade estão se tornando cada vez mais marcadores poderosos na construção da identidade emocional das marcas. Pense, em quais marcadores sua empresa desperta em seus consumidores. E quais que ainda não foram identificados e que podem gerar uma proposta de valor forte para seu negócio. Humanizando Marcas é uma curadoria de negócios que pode lhe auxiliar nesta construção. (Lindstrom, 2009)